Home / Lisboa / O que ver e fazer em Lisboa

O que ver e fazer em Lisboa

Lisboa é aquela cidade que você chega, especialmente para nós brasileiros, e já nos sentimos em casa. É quase impossível não se apaixonar por ela. Sabe aquela sensação que você já conhece tudo que está por ali? Então isso é Lisboa. A cidade é grande e sempre movimentada. Tem até aquele gostinho de estar no Brasil, uma bagunça que tem sua própia identidade e você ama. Mas chegando por lá, certamente voccê vai querer saber o que ver e fazer em Lisboa. Especialmente se você estiver viajando por poucos dias, vale a pena ser seletivo na suas escolhas. Por isso, abaixo eu selecionei as melhores dicas sobre o que ver e fazer em Lisboa em poucos dias de viagem. Certamente você pode escolher qualquer uma dessas opções e você estaará “bem servido”. Aproveite:

ALFAMA
Visite o distrito de Alfama de bonde. Salte no Número 28, um veículo antigo, com painéis de madeira no interior, que tritura as ruas inclinadas e precipitadas, na sua parada na Rua da Conceição. Ele levará você até as alturas, além da Catedral e da igreja de São Antônio (São Antony sendo o mais orado em Lisboa, desde que nasceu no local desta igreja e batizou na catedral). Ao pé do Alfama, um novo museu e espaço de performance, a Casa do Fado e da Guitarra Portuguesa, abriu em uma antiga estação de bombeamento pintada rosa e dezenas de fado com temas de bares e restaurantes (o fado é o de Portugal a própria música folclórica urbana e a resposta de Lisboa para o blues) surgiram em todo o bairro.

BAIRRO ALTO
O Bairro Alto é um bairro residencial ameno pelo dia, modesto e discreto. De noite, transforma-se em uma zona de festas efervecente, onde, em um fim de semana, parece que toda a cidade tem se lançado para beber, comer e dançar até as primeiras horas.

BAIXA
A Baixa é a ocupada área comercial disposta em uma grade atrás da Praça de Comércio.

VIAGENS DE BARCO
Faça uma viagem de barco da Praça, e você passará o Alfama, uma mistura harmoniosa de paredes de azulejos amarelos, rosa e azuis e telhados de terracota coroados com o Castelo de São Jorge. Acima, à esquerda, em uma colina própria, é o Bairro Alto, o rival de Alfama em decrepitude civilizada. Passar sob a grande Ponte 25 de Abril, que atravessa o rio em um gracioso arabesco escarlate e três das melhores vistas de Lisboa: as torres de gelado do mosteiro de Jèronimos, construídas para celebrar a descoberta da rota marítima de Vasco da Gama Índia; A Torre de Belèm, uma torre defensiva com espirais mouras e rabiscos; E o impressionante monólito moderno conhecido como o Pai dos Descobrimentos, que retrata o grande explorador do século XV, o Príncipe Henrique, o Navegador de pé na proa de um navio, olhando solenemente para o mar aberto e as terras desconhecidas além disso.

CHIADO
O bairro do Chiado é um excelente posto avançado da elegância do século XIX, agora completamente restaurado desde que um incêndio desastroso varreu suas ruas em 1988. É orgulhoso da sua casa da ópera, de seus cafés inteligentes como A Brasileira, da Rua Garrett e de suas lojas elegantes.

TRANSPORTE PÚBLICO HISTÓRICO
Lisboa faz uma especialidade de seus modos históricos de transporte público: o eléctrico, o teleférico e os elevadores que o levam mecanicamente de uma parte da cidade para outro. Em frente à Casa Chinesa encontra-se o Elevador Santa Justa, uma estrutura de filigrana pintada com cinza com um aspecto gótico.

MERCADOS
Feira da Ladra é o mercado de pulgas mais famoso de Lisboa, onde montes de coisas velhas fascinante são colocados ao longo do pavimento

MUSEUS
Como uma capital histórica, Lisboa tem uma longa lista de pontos de vista culturais e artísticos, alguns dos pontos altos da Fundação Gulbenkian (www.gulbenkian.pt), do Museu Nacional de Arte Antiga (www.mnarteantiga-ipmuseus.pt) e O Centro Cultural de Belèm (www.ccb.pt), um templo da cultura contemporânea alojado em uma fortaleza pós-moderna junto ao rio. (Pegue o trem da estação de Cais do Sodrè) O Museu do Azulejos é uma jóia particular e muito mais repousante para o espírito do que o tipo de Museu de Arte Importante em uma cidade estrangeira que você entra com um coração pesado. Mas os melhores locais de Lisboa são as ruas e os bairros, os cafés e bares e as lojas da esquina antiquadas.

PRAÇA DE COMÉRCIO
Não há melhor expressão arquitetônica do caráter marítimo da cidade do que a Praça de Comércio, o grande quadrado cívico, dos quais três lados são paredes de arcos e colunatas e fachadas amarelas de mostarda, enquanto o quarto lado está aberto ao rio e ao mar.

Sobre Europeando

O site Europeando é feito para aqueles que querem fazer da sua viagem para Eruopa algo inesquecível. Eu, Hugo Pereira, selecionei item por item que vão de restaurantes, a museus, a principais atrações e claro, cada cidade que eu compartilho aqui com você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *